Mineralogia para Pessoas Normais – Lição #1

tuc36tri-calcite

Sabia que o Espato-da-Islândia é a forma mais pura de calcite, também conhecida como carbonato de cálcio? Nunca ouviu falar nestas coisas? Estou a ir muito depressa, pronto. Desculpe, caríssimo leitor. Comecemos pelo principio, então. Imagine que vai a andar numa rua enfeitada com a típica calçada portuguesa. Está a ver as pedras brancas? São de calcário e têm como composição química a fórmula CaCO3 cuja nomenclatura é – ora diga lá comigo – carbonato de cálcio. Chama-se calcite à sua forma cristalizada (ou aragonite ou vaterite, dependendo dos casos que nesta lição não iremos abordar). A calcite é, portanto, um dos minerais mais abundantes do planeta. O que acontece por vezes durante o processo de cristalização é a sua estrutura ficar tão limpa que, ao invés de criar cristais fruti-cores (que vão desde o branco ao castanho escuro), cria cristais completamente transparentes. Ora, apanhando num desses cristais e atirando-o contra a cabeça de um primeiro ministro o que obtemos? Exactamente: cascalho. Todavia não é um cascalho comum. Observe-o atentamente. Deixe-me adivinhar: está partido em paralelepípedos meio diagonais, certo? Ao fenómeno que provoca uma ruptura regular da estrutura de um cristal ou mineral chama-se clivagem. Sabia? Agora já sabe. Já agora fique também sabendo que a clivagem da calcite é perfeitamente ortorrômbica. Adiante. Pegue no fragmento maior que encontrar. Ponha-o em cima de um jornal ou qualquer coisa escrita. Não aconteceu nada? Então rode-o em torno do seu eixo central. Viu? Os arabescos duplicaram-se. Não é giro? Isso é porque o Espato-da-Islândia, que ocorre – em geologia diz-se que fulano ocorre, em vez de fulano nasce – principalmente numa misteriosa ilha do Atlântico Norte chamada Islândia, refracta a luz duplamente. A água, por exemplo fá-lo apenas uma vez, coitada. Não se pode ter tudo.

Até 2007 especulava-se mesmo que os antigos vikings haviam aprendido a usar as propriedades polarizadoras do dito espato para saber a posição do Sol num céu tapado por nuvens densas. Especulava-se – pretérito perfeito – porque em 2007 um húngaro chamado Gabor Horvath (que nome, credo) provou que os vikings poderiam muito bem ter usado o mineral para navegar em segurança com mau tempo. No entanto não se deixem enganar. Os antigos vikings não inventaram nada. Aliás, pouco mais fizeram do que copiar as trilobites – bicheza do Paleozóico, para quem não estava atento nas aulas de Ciências – que usavam pequenos cristais de calcite como lentes topo de gama para os seus lindos olhinhos de artrópode. Não é fantástica a mineralogia? Comecei a falar de pedras de calçada e acabei com olhos de trilobites sem sair do mesmo assunto.

Nota: A imagem acima representa, não um Espato-da-Islândia, mas um cristal magnífica e perfeitamente desenvolvido da típica calcite. O dono da peça chama-se P. Gillot e o autor da fotografia é o senhor Kevin Ward, que tem um site hediondo mas com excelentes fotografias de excelentes peças de colecção.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Mineralogia para Pessoas Normais – Lição #1

  1. Acho a Mineralogia muito interessante, sim senhor. Sou ignorante que nem uma pedra da calçada (nem de propósito) mas isso não me impede de gostar e de juntar pedras, mesmo aquelas que não posso tratar pelo nome. Obrigada pela lição e se me der licença vou inscrever-me para este curso 🙂

  2. E faz muito em inscrever-se, sim senhora! Também comecei assim, a apanhar pedregulhos da rua e a guardá-los no quarto, debaixo dos protestos da minha mãe. Depois conheci gente dentro do assunto que me foram ensinando algumas coisas. Comprei uma enciclopédia e pronto. Fiz-me um mineralogista amador e actualmente aposentado.

    Mas faz muito bem em interessar-se por calhaus. Sem conhecer verdadeiramente o chão que pisamos, como poderemos realmente pisá-lo?!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s