Isto anda bonito anda…

Primeiro um post condenatório de certas atitudes na blogosfera. Depois veio outro a desancar numa certa e determinada equipa de futebol com uma aguda alergia a bávaros. E, como não houvesse duas sem três, sai um post fresquinho quem nem um bacalhau da Noruega sobre política. Ou muito me engano ou foi uma valente injecção de seriedade neste blog. Agora – imagine o sisudo leitor – que punha aqui uma citação de Proust e poder-se-ia dizer que eu era um sobrinho afastado de Pacheco Pereira. Oh, sim, eu sei que monsenhor Pacheco jamais dissertaria sobre esse bárbaro jogo que é o futebol. Porém, não quis ficar de fora da blogosfera nacional. Explico já: há a blogsfera e, muito para lá dos seus confins, há o blog de Pacheco Pereira. Não sabia? Claro que os primeiros gozam com o segundo que, do alto do seu pedestal, mira com desdém a escumalha mortal que são os primeiros. E assim viveremos felizes até que Deus acorde mal disposto. Mas como dizia Proust:

“A imobilidade das coisas que nos cercam talvez lhes seja imposta pela nossa certeza de que essas coisas são elas mesmas e não outras, pela imobilidade de nosso pensamento perante elas.”

Bem, um primo afastado talvez, nunca se sabe. E sem grandes expectativas de uma futura herança.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s