Vergonha é roubar e ser apanhado, ó pá!

Que vergonha. Que humilhação. Para fazer estas figuras mais vale ficar na Taça UEFA. Internem o Paulo Bento. Que cambada de coxos. Se fosse do Sporting matava-me.

Estas citações foram ontem ouvidas no café onde tive o desprazer de ver o jogo. Grande parte delas proferidas, não por rudes criaturas campesinas, mas por senhores doutores, de fato e gravata e sopa nos bigodes. Claramente esta gentalha já se esqueceu dos 7-0 em Vigo (SLB), ou dos 6-1 em Atenas (FCP). Esta gentalha esquece-se que estas merdas acontecem, por mais que custe aturá-las. A única diferença talvez seja mesmo o volumoso – e vergonhoso – agregado da eliminatória: 12-1 a favor dos bávaros. De resto, o futebol é uma gigantesca redundância. Há vergonhas e orgulhos em TODOS os clubes, e esses períodos de repugnância ou regozijo, vão flutuando de clube em clube ao longo dos tempos.  É assim o futebol. Provavelmente, aquelas criaturinhas que se suicidariam se fossem “lagartos”, nem se lembram que há muitos, muitos anos, o Sporting Clube de Portugal respondeu com um 5-0 ao Manchester United depois de ter levado 4-1 em Old Trafford. Ontem, por exemplo, o SCP  foi humilhado não porque o Bayern era colossalmente mais forte, nem tampouco porque jogou mal, nem muito menos porque atravessa alguma crise. Perdeu porque a linha defensiva pura e simplesmente não existiu. Borrados de medo, Polga e companhia simplesmente mirravam à passagem de um gajo vestido de branco. Contra isto não há estratégia defensiva que resista.

Confesso que estava esperançado num outro resultado. Não falo nos 0-6 necessários, mas uma saída da Champions com dignidade: 0-1, com aquele golo que o Moutinho acabou por marcar. Agora o que resta fazer? Uma cura de sono a Anderson Polga; uma semaninha de terapia contra Stress Pós-Traumático a Rui Patrício; um novo corte de cabelo para o Paulo Bento e umas chibatadas no Miguel Veloso que é para não fazer queixinhas. E depois é calçar as botinhas e jogar à bola como os homens, de cabeça erguida e peito para fora – mas não tanto como o Jardel, por favor.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s