A pessoa errada no programa certo

Já vi o Cartaz das Artes da TVI vezes sem conta e numa coisa tenho que dar a mão à palmatória: é o melhor programa da TVI. Como todos sabemos, cultura não faz, nem por sombras, parte do brasão de armas da dita estação, e só reparamos que estamos sintonizados na TVI quando aparece o apresentador. A Televisão Independente, ou a “quatro” da portuguesa, tem o condão de escolher sempre o apresentador mais errado para cada programa (qual canal de televisão, no seu perfeito juizo dava, o horário nobre a Manuela Moura Guedes?). João Paulo Sacadura não foi talhado para cicerone cultural. Não foi, ponto. Imagino-o como modelo da Gant, Lacoste ou Timberland, de casaco de camurça pendurado ao ombro e olhar semicerrado dirigido ao pôr-do-sol, enquanto caminha descaço por uma praia; ou a afagar carinhosamente um cavalo na sua herdade alentejana; ou até mesmo, quem sabe, a apresentar um progama sobre arte equestre e toureio; mas nunca, jamé, um programa cultural. Ainda para mais se o guarda-roupa escolhido pela produção do programa for o do Cristiano Ronaldo: pulseiras prateadas, colar de missangas pretas, camisa preta aberta até meio do peito. Depois olha-se para a cara e por momentos ficamos com a ideia de que aquela cabeça não faz parte do conjunto. É a peça que está a mais. João Paulo Sacadura é um puzzle mal feito.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s