Cinema em Arraiolos – Um Final Não Anunciado

Bem se sabe que o cinema não é um serviço prioritário, mas é, de certeza, um serviço básico. Todas as vilas por esse Portugal fora têm salas de cinema – com cadeiras de esplanada, projectores dos anos 70 e colunas de som de 20 Watts, ou confortáveis poltronas, projectores digitais e som Surround DTS mais o raio que o parta. Todas as autarquias e juntas de freguesia parecem concordar num ponto: o cinema, seja ele bom ou mau, é um dos mais importantes elos de ligação ao mundo e a quem nele vive.

Aqui há uns meses escrevi um post sobre o encerramento do cinema em Évora e condenando veementemente (adoro este advérbio) a inércia da autarquia eborense no processo. A resolução desta história pouco importa. O que importa é que em Arraiolos aconteceu a mesma coisa sem que ninguém se apercebesse de nada. A sala de cinema ainda está no mesmo sítio, a entidade que a gere, e de que é proprietária, acabou de ser renovada graças ao milagre do sufrágio municipal, mas de filmes não há sequer sinal. Há dois meses que o cinema devia estar a funcionar e há dois meses que ninguém explica porque não está. Teremos sempre a vox populi para nos dar prováveis razões: não há dinheiro, não há público, a sala vai entrar em obras, o projector está avariado, et ceatera. Portanto, eu, utilizador assíduo do cinema de Arraiolos, e especialista senior em me manter confortável naquelas cadeiras, venho por este meio mostrar a minha mais profunda indignação pela forma como este assunto está a ser tratado pelo Município de Arraiolos. Não é tanto o facto de manterem o cinema fechado, é mais o facto de também não abrirem a boca. Eu, cidadão votante no actual executivo, exijo, quero, tenho o direito, de saber porque não posso ir ao cinema de Arraiolos ao domingo.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Cinema em Arraiolos – Um Final Não Anunciado

  1. Não posso e não quero acreditar, no que escreves. Deixa-me triste, pois muitas e boas recordações tenho desse cinema, deixa-me especialmente triste pensar que muitos daqueles que vieram depois de nós, não vão poder dizer o mesmo. é um ícone não pode morrer…

    ps. gosto MUITO do teu blog 😉

  2. Vá, sejamos realistas: não era assim um lugar TÃÃÃÃOOO especial :), mas é uma parte importante da vida cultural de Arraiolos que desaparece sem ninguém dizer nada. Apaga-se a luz e espera-se que toda a gente olhe para o lado. Mas tens razão: os melhores filmes que já vi saíram daquele projector, bem como os maiores cagaços saíram daquele sistema de som (que há uma meia dúzia de anos custou 7.000 contos de réis). É triste, mas há quem não fique parado.

    Obrigado pela visita e pelos elogios (corando).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s