FIKE 2009, o que não vi.

E eis que termina, ou quase termina, mais uma edição do Festival Internacional de Curtas de Évora, que é, a bem dizer, o melhor que a supracitada cidade tem para oferecer ao mundo, mesmo tendo o aquecimento avariado. Também há a Bienal de Marionetas, mas a essa nunca calhou ir. Adiante. Quis o acaso que o dia que escolhi para ir ao FIKE não fosse muito frutífero no que ao padrão de qualidade diz respeito. Uma ou outra coisa a assinalar, de resto tudo muito visto: documentário sobre a SIDA em África, uma tipa a lutar contra o seu reflexo no espelho e uma máquina que transformava brinquedos velhos em sonhos – penso eu. No entanto, andei a vasculhar o catálogo dos filmes a concurso e deparei-me com um que vale a pena ver, porque todos fomos miúdos e muitos de nós – eu incluído – tínhamos paranóias do género (não que seja o único filme de jeito, mas foi o primeiro que encontrei e o primeiro que me chamou a atenção). Chama-se Dix e saiu das cabecinhas do colectivo ainda desconhecido BIF, composto por Fabrice le Nezet, François Roisin e Jules Janaud. Está ali em baixo e é a prova viva de que ainda há muita coisa por inventar e reinventar.

 

* * *

Já agora, aproveito para largar uma laracha que corre por Arraiolos à boca pequena: o cinema vai retomar as sessões a partir de 27 de Dezembro. Fico sem perceber o atraso de três meses e sem esperança de que mo expliquem.

Anúncios

3 pensamentos sobre “FIKE 2009, o que não vi.

  1. Obrigada Romudas!

    Dei ali um olho no teu twitter…Eu não te disse que o Inglourious Bastards era fenomenal?!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s