Viu-se e recomenda-se: District 9

Não há extraterrestres, quais Lenines, a comer criancinhas de azeite e vinagre ao pequeno-almoço. Não há estraterrestres que querem fazer de Nova Iorque um barbecue gigante. Há apenas uns valentes milhares de criaturas inteligentes vindas de um planeta longínquo, encalhadas num mundo estranho e violento e com uma tecnologia muitos furos abaixo da que precisam para voltar para casa. O que fazem os humanos? Largam toda a artilharia pesada contra o mamarracho enorme que eclipsa o Sol em Joanesburgo? Não. Primeiro resgatam-nos da nave, depois fecham-nos num gueto, onde a espécie estrangeira luta pela sobrevivência sem sombras de qualquer dignidade, muito menos a famigerada, e algo genérica, dignidade humana. São explorados pelos traficantes de armas nigerianos que trocam o avançado arsenal alienígena por comida de gato – que para os “gafanhotos” é tão bom como um hambúrgueres de heroína – e altamente discriminados pelo resto da população sul-africana. Enormes diferenças culturais separam as duas espécies, e, apesar de conseguirem comunicar inteligivelmente entre si, uns não conseguem perceber a definição de propriedade, os outros não são capazes de lidar com isso.

É neste ponto que apanhamos o combóio do filme. A partir daqui segue-se um documentário fictício que acompanha o chefe de uma operação de transfega dos “imigrantes” para outro gueto, mais limpo, mas muito mais parecido a um campo de refugiados. É nessa operação que Wikus, o tal chefe da operação, se vê envolvido numa luta contra o tempo para salvar a sua própria humanidade e uns 2.8 milhões de individuos que até então eram meros imigrantes clandestinos com ar de artrópode.

Excelente. Mesmo tendo visto a história com uma qualidade merdosa na quinta casa e com legendas escritas com os pés, é um grande filme. 4.5/5

Um pensamento sobre “Viu-se e recomenda-se: District 9

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s