As Grandes Famílias: Granada

Hoje venho falar-vos de uma das maiores e mais espectaculares famílias de minerais: Granadas. A origem do seu bélico nome nada tem a ver com aqueles pequenos artefactos feitos para estraçalhar tudo o que tiver o azar de estar no seu raio de acção. A origem do seu nome tem, isso sim, a ver com a romã, que em latim se pronuncia Punica granatum e com a sua forma ligeiramente semelhante à família de ortossilicatos. Granadas há muitas, cada uma com o seu feitio e cor, mas os traços de família são comuns a todas e tornam-na numa das família de minerais mais importante. Um desses traços é a memória: todas as granadas se lembram onde, quando e como nasceram, sendo, portanto, de extrema importância para aquela estranha espécie  de humanos denominada por geólogos. Uma delas, a Knorringite – que nome, Céus -, chega ao ponto de ser uma espécie de chibo de diamantes: onde quer que seja vista é sinal de que há Diamantes nas redondezas. Mas não se ponha já a olhar para o chão. Há quem diga que a Knorringite é ainda mais rara que o melhor amigo das raparigas.

Além de uma família de historiadores e chibos, as Granadas também enfeitam como ninguém. São rijas o suficiente para poderem ser lapidadas e aguentar uma vida inteira de dedo em dedo ou de pescoço em pescoço; são lindas, quase todas elas, e muito mais comuns que os parentes Berilos e Corindos, que é o mesmo que dizer Esmeraldas, Rubis e Safiras.

Mesmo quando a feiura não lhes permite ganhar um lugar numa jóia, as Granadas também não ficam paradas. Devido à sua dureza depressa se desenvencilham como abrasivo em lixas ou em jactos de areia.

Mas vamos conhecer os principais rostos.

Andradite

As suas cores vão desde o vermelho, ao preto, passando ainda pelo verde, cuja variedade se chama Demantóide e é uma das Granadas mais valorizadas.

Almandina

Ou Carbúnculo. Não confundir com a doença infecto-contagiosa. Os seus espécimes mais límpidos substituem muitas vezes os caríssimos Rubis.

Grossulária

Roubou o nome ao latim para a planta groselheira. Pode ser verde, amarela, castanha-canela, e vermelha. Uma das suas melhores descendentes é a verdusca Tsavorite, descoberta nos anos 60 em Tsavo, Quénia.

Piropo

Não, não trabalha nas obras nem é um engatatão. Piropo vem do grego pyropo que significa olho-de-chamas. As suas cores variam entre o vermelho vivo e o preto, sem esquecer a muito apreciada transparência. Recentemente foi descoberta uma variedade proveniente de um acasalamento consanguíneo entre o Piropo e a Espessarite que muda de cor, um pouco como a Alexandrite, que já vos tinha apresentado. A principal diferença entre a Granada e a transformista Alexandrite é que a primeira varia de cor ao longo do dia e não só consoante o tipo de luz. Acorda verde ou azul acinzentado e ao fim da tarde tem tendência para ficar vermelha. À luz incandescente pode mesmo chegar ao púrpura.

Uvarovite

O nome não vem do facto de surgir quase sempre em cachos, mas sim do Conde Sergei Uvarov. É sempre verde-esmeralda e a maior mágoa dos joalheiros é a supracitada Granada ocorrer sempre em cristais demasiado pequenos para trabalhar. Assim, os artífices aproveitam a matriz do mineral e engastam-no em jóias mesmo assim.

Outros elementos da família Granada; alguns pouco comuns e outros cuja descrição não iria adicionar grande coisa ao que aqui já foi escrito:

Berzelite, Calderite, Escorlomite, Espessarite, Goldmanite, Henritermierite, Hibschite, Katoite, Kerimasite, Kimzeyite, Knorringite, Majorite, Mangaberzelite, Morimotoite, Palenzonauite, Toturite, Yafsoaite.

Atenção que estes nomes foram retirados de artigos em inglês, pelo que o seu nome em português pode ser ligeiramente diferente. Seja como for, de nomes esquisitos dificilmente passam. E olhe que ainda há mais Granadas: quase todas as variedades aqui referidas têm primos em segundo grau. Mas falar deles tornaria este artigo ainda mais extenso e secante do que já e. Nem sequer falei em composições químicas, veja lá.

Fotografias tiradas daqui.

Advertisements

Um pensamento sobre “As Grandes Famílias: Granada

  1. Qual o preço de uma granada vermelha pesando 30 gramas alguém sabe? E comprador também. Tenho uma boa quantidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s