Late Night Blogs: Tempo Contado (outra vez)

Que tenha entrado neste blogue porque quis, ou simples acaso, agradeço-lho de igual modo. Sabe porquê? Pelas ilusões que me dá.

Mulher ou homem a começar a vida, na meia idade ou com um pé na cova, imagino-lhe um aspecto físico e cubro-a/o de virtudes. Empresto-lhe também umas quantas qualidades que aprecio no meu semelhante, sobretudo aquelas que em mim escasseiam.

Vive você em Penamacor, Torres Vedras, Manaus, na Ilha do Sal? Em Cascais? Na Noruega? Que isso não obste. A imagem que de si faço é dinâmica, culta, bem humorada e saudável, cosmopolita. Claro que tem um pendor artístico, gosta de Mahler, possui um refinado humor, valoriza a nuance e o subentendido, leu mais que o bastante. Em certas ocasiões franze o sobrolho com aquilo que escrevo, mas não mo leva a mal, antes pelo contrário, pois pertence ao número dos civilizados que compreendem e aceitam a diversidade dos pontos de vista. De longe a longe sorri comigo.

Anónimo ou quase, silencioso, invisível, presente e contudo distante, você é o perfeito interlocutor e a melhor das companhias.

J. Rentes de Carvalho, no seu Tempo Contado. Pena não o ter descoberto há mais tempo, mas há muito arquivo por desenterrar. Vem isto a propósito de o número de visitas a este pobre tasco ter duplicado durante os últimos 6 meses sem que o seu autor tenha feito alguma coisa específica para isso.

Faço minhas as palavras dele.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s