Habemus leone

Vendo daqui temos a lagartagem ao melhor nível dos seus antepassados do Cretáceo. Boa troca de bola, muita circulação da mesma e de quem a joga pelo campo todo, pressão alta, excelente nível físico da malta que ficou a ver o que se passava na África do Sul pela televisão, etc. Tudo de bom. Até aquele pretinho que aparentemente só sabia correr parece ter encontrado um sistema de jogo onde está confortável e consegue mesmo fazer outras coisas para além da correria. As dúvidas sobre a validade do “Três Queixos” Maniche ficam cada vez mais esbatidas ao mesmo tempo que as certezas sobre os gémeos Fernandez-Valdés ficam cada vez mais definidas. Paulo, o Sérgio, é um gajo de carácter forte e muita cultura táctica, ao que parece. Aproveitou bem os unguentos quase-milagrosos que Carvalhal deixou naquelas cabecinhas e elevou-os à potência mais alta possível. Isto, claro, é uma conversa feita sem qualquer prova dava pela equipa sportinguista. Mas há indícios, meus caros, de que o quarto lugar da época passada não voltará a acontecer tão depressa, e a acontecer, porque há sempre essa possibilidade, não será certamente da maneira como aconteceu. Não declaro já o Sporting Clube de Portugal campeão, isso são costumes do outro lado da Segunda Circular e num local que fica à vista da Via de Cintura Interna. Não declaro o Sporting campeão também porque sei, imagino, pressinto, que Roberto verá a maioria dos jogos do Ésseélebê a partir do banco de suplentes. O que é pena. Outra coisa que antevejo daqui, deste cadeirão de cabedal puído, é uma birra daquelas do João “Rotten Apple” Moutinho. E estou ansioso só para ver o que fará Vitor Baía e Pinto “Flato” da Costa ao ex-menino bonito de Alvalade, intocável, inviolável, a quem apenas Paulo Bento ousou levantar a mão uma vez e foi para lhe fazer cócegas.

Posto isto, temos leão. Bem sei que o City jogou de chinelas, mas se este jogo  tivesse sido há 3 meses atrás bastava que jogassem apenas as chinelas para a equipa de Manchester ganhar sem espinhas. O regozijo de ver o meu clube a jogar bom futebol já ninguém mo tira e merece festejo. Quem também merece festejo pela celeridade com que saltou para o palanque são os famigerados “profetas da desgraça”, pessoas que são pagas, mal ou bem, pouco me interessa, para falar de futebol, mas principalmente contra o Sporting. Ainda são poucos mas já os vejo bem aqui e ali, a sussurrarem nos cantos, espalhando o desespero e as visões deturpadas que as suas sombrias mentes produzem com o único fito de desestabilizar emocionalmente uma equipa que se quer a maior entre as maiores. São esses gajos os mais perigosos adversários do Sporting. O resto é futebol.

Um pensamento sobre “Habemus leone

  1. Pois é……….ainda podemos dizer que somos de Portugal porque jogamos com portugueses e assim e ganhamos jogos.

    “Olha, lá vão aqueles rapazes do Sporting contentes por terem ganho uma taça de brincar nos EUA.”

    Mas depois dizem “já ganhamos a Albufeira Cup”

    E ainda ouvi “viste o golo do Carlos Jabulani Martins?”

    Não respondo, não quero perder tempo com pessoas que não sabem nada de fora da sua zona de conforto.

    Sei que para os lados de Alvalade e também de uma certa academia as coisas estão bem e respira-se um ar muito límpido.

    Estou ansioso por quinta-feira. Mesmo que o Sporting não vença, não faz mal.

    Boa sorte ao Braga.

    E já agora….não há bicampeonato para ninguém.

    in eulevezinho.blogspot.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s