Love Story – Colecção MEFIC

Não há fotografias que façam justiça ao que que se passa passou no palácio D. Manuel em Évora. Podemos ouvir falar em hiper-realismo: esculturas tão reais que se pestanejarmos quase poderíamos jurar que a obra se moveu, podemos ver fotos de trabalhos de inúmeros artistas e espantarmo-nos com elas, que só quando estivermos em frente a uma é que percebemos a verdadeira dimensão da coisa. Texturas que chegam a arrepiar, pregas de pele e expressões corporais que apenas pertencem ao mundo das coisas vivas, nunca a um monte de ferro, barro e fibra de vidro. Bocas abertas, suspiros suspensos, gestos congelados. E não falo só das obras, falo também de quem as contempla. Basicamente o Homem em exposição, nas obras e a partir do seu próprio âmago. Se apanhar esta exposição por perto não a deixe escapar. Veja-a e aprecie-a com todo o tempo que tiver. Não se demore muito é a olhar para as miúdas; são bem giras e não se envergonham facilmente, mas pode sofrer algum constrangimento se estiver a usar roupa interior larga.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s