Ninite, o gajo das mudanças

Como disse há dias ali no Twitter, decidi reservar o meu desktop unicamente para trabalho e jogatana. O mesmo será dizer que o Ubuntu foi para onde vão as coisas depois de formatado o disco e entrou em cena o velhinho, mas cheio de cabedal, Windows XP. Já tinham vivido juntos na mesma máquina, mas o XP é um bicho enorme que precisa de muito espaço, ainda para mais quando traz os amigos Prince of Persia e Pro Evolution Soccer. Ora, é sabido que a pior parte de uma limpeza é pôr tudo no lugar outra vez, e se se tratar de um sistema Microsoft então a tarefa é um verdadeiro trinta-e-um. Avast!, Adobe Reader, Firefox, VLC, Quick Time, iTunes, Live MSN, OpenOffice, Google Earth…

Porém, há sempre um porém, felizmente, existe uma coisinha na internet que facilita bastante esse trabalho de instalar todas as aplicações que foram com os anjinhos e mais algumas: Ninite. É escolher da lista o que quer, como em qualquer bom supermercado, dizer que sim quando chegar à caixa, que nem pede dinheiro apesar de ser tudo legal, e pôr o ficheiro de multi-instalação a correr. Simples e eficaz.

Descobri que também há Ninite para Linux, apesar de não perceber muito bem a ideia. O próprio Ninite é uma aproximação (rasca, diga-se) ao Gestor de Aplicações do Ubuntu, gestor esse que vem de origem no sistema operativo e tem milhares de coisas enquanto o Ninite tem uma dúzia e meia.

Seja como for, o Ninite, para utilizadores Microsoft, parece-se muito com algo caído de céu. Uma grande vénia àquela gente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s