Teoria do Big Bang

Será possível reduzir o núcleo de uma pessoa, o espírito ou alma, ou o que lhe quisermos chamar, até um único ponto metafísico, um ponto de elevada pressão e gravidade, até estoirar numa explosão imensa? Não deve ser assim tão complicado quando já se está a meio caminho. É empurrá-lo mais um bocadinho. Apertá-lo mais, como uma pequena bola de neve entre duas mãos, cada vez mais compacta, e mais compacta e mais compacta, até que a energia existente no todo se concentre num único ponto minúsculo. Aí explodirá violentamente. Imagine-se a destruição. Planetas, satélites, sistemas inteiros, tudo obliterado até ao átomo, até aos bosões e muões e neutrinos. Depois, a reconstrução. A reassemblagem e recombinação desses neutrinos, muões e bosões até ao novo átomo, novos sistemas, novos satélites e novos planetas.

Um Tudo novo. Um Eu novo.

Um pensamento sobre “Teoria do Big Bang

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s