Venha areia à vontade. Eu fico na minha.

Bem sei que o rapazinho pode ser muito melhor desenhador que eu. Agora, neste preciso momento; eu não desenho há meses. Desde o primeiro concurso que me deixou em terceiro lugar (quando aí sim, tinha mais traquejo), e uma candidatíssima à vitória em segundo (essa então nem se fala, metia-me a mim e a ele num canto), que desconfio de todas as deliberações daquele júri em particular. Nesta altura, repito, até posso merecer o terceiro lugar. Um 15 na prova de conhecimentos, um alegado 12 na prova psicológica e um 13 na entrevista não dá assim uma grande média. Quanto à avaliação psicológica, caramba, a minha namorada tinha acabado de partir a loiça toda e o meu avô sobrevivente tinha decidido deixar a malta assim de um momento para o outro. Como poderia ser mais objectivo nessa prova, senhora psicóloga? Sobra a entrevista. Só gostava de saber em que diferiram as minhas respostas das do tal indivíduo.  Ninguém me diz. Atiram-me com o regulamento do concurso, que as entrevistas eram públicas mas que as fichas individuais dessas entrevistas não o são (!) e não há nenhum relatório consultável porque simplesmente não está prevista a sua existência; que eu podia ter assistido às entrevistas dos outros candidatos – e como sabia eu quando eram? – mas que não posso ver agora, a posteriori, o que se passou. Também me disse pessoa próxima desses processos de selecção – não daquele em particular – que só tira um 13 numa entrevista quem não diz nada. Enfim, são júris  e júris.

Mais, segundo a deliberação do júri, sou uma besta, ou algo muito parecido, porque num comentário apenso no meu formulário de contestação, faço acusações muito graves sobre a presumível parcialidade do júri. Até pode ter razão, o excelso júri, consigo ser uma besta, mas ninguém me tira a pulga de trás da orelha esquerda. Há anos que ela lá vive e não sairá assim por dá cá aquela palha.

Ora fique vossa excelência, júri do procedimento concursal não-sei-quantos, sabendo que a perspectiva de trabalhar ao lado de vossa excelência também não me entusiasmava por aí além. Estagiei 9 meses 9 convosco e sei bem o que a casa gasta. É bem verdade que o dinheirito e o poiso numa autarquia saber-me-ia a mel, mas diz-se por aí que essas coisas não são tudo na vida e, vendo daqui, um gajo tem que acreditar.

Obrigado e até a uma próxima.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Venha areia à vontade. Eu fico na minha.

  1. Bem Luís, mais ou menos sei do que falas…e dou-te toda a razão em teres a pulga atrás da orelha…mas também te digo, vindo da autarquia que vem, não me surpreende nada, visto que normalmente os concursos quando saiem, já os lugares estão “previamente” preenchidos…são escolhidos a dedo…e tu meu amigo, tenho a certeza que eras muito melhor que o tal individuo, visto que também o conheço bem, mas infelizmente tu não tens o teu pai como funcionário à muitos anos da dita autarquia…é o que temos, é o que temos…por estas e por outras é que a dita autarquia é um atraso em relação a outras…acho que as pessoas que estão à frente da mesma pararam no tempo…já ta mais do que na altura de sangue fresco…e não uma linha de continuidade…esta é a opiniao de um individuo atento, que percebe pouco de politica, sem cor politica mas que não é burro…

  2. Antes de mais repara que não fiz nenhum comentário à autarquia, apenas ao júri daquele concurso. Além do mais, com todos os defeitos que lhe conheço, não partilho dessa opinião sobre o executivo do Município de Arraiolos. Há poucas autarquias deste tamanho que mostrem tanto trabalho e isso é inegável. Só não quero que se confundam as coisas. Falei do resultado do concurso para Desenhador e do modo como correu, mais nada.

    Ah, e Fábio, já vi pessoas daquelas dinâmicas, e que aparentemente não estão paradas no tempo, à frente de organismos importantes e digo-te que essa do “sangue novo” nem sempre funciona tão bem como soa.

  3. Eu falei da autarquia, porque presumo que o juri seja alguem de dentro da autarquia…e se fazem o que fazem, penso que será com a anuencia de alguem superior…julgo eu não é…nao digo k seja directamente do presidente, mas de algume que manda e com algum poder dentro da autarquia…digo eu…quanto ao sangue novo, não me tava a referir propriamente a pessoas novas, falava sim em alguem novo, com uma equipanova, visto que na minha opiniao ja existem muitos vicios e muita gente acomodada dentro desta autarquia…é verdade que ja fizeram muito por o concelho, mas penso que nesta altura ja tao muito parados e um pouco ultrapassados…é a minha opiniao…ja votei neles, mas da ultima vez ja nao…nem volto a votar…porque tambem nao vejo ninguem dentro do partido com capacidades para pegar na autarquia…n entanto admito que me possam surpreender…eu nao sou pessoa de cor politicas e sim de pessoas, voto pelas pessoas e pelo projecto que apresentam…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s