Rescaldo de Natal e o Episódio Seguinte

Eis que passa mais um Natal. Pança cheia e cabeça ainda meio emperrada, que filhoses e azevias nem sempre têm a forma que se lhes conhece. Por vezes tomam o aspecto de cintilantes copos de vodca ou de apetitosos jelly-shots, vá-se lá entender esta gente. Curiosamente não apareceu no sapatinho o típico par de meias mas estava lá o bom do pijama, que à luz da conjuntura actual da gaveta dos pijamas, era coisa mais que desejável. Seguiu-se um ajuntamento de amigos, evento bastantes furos abaixo de tempos que já lá vão – culpa do visionamento de fotografias de natais passados, digo eu, que enquanto se apreciam momentos únicos perdem-se outros ainda mais únicos, mas enfim, ninguém liga ao que eu digo e depois fodem-se.

Outra coisa que faltou, além da loucura inerente a grupos de pessoas extremamente alcoolizadas (eu fiz a minha parte), foi algo que gajo que é gajo nunca admite gostar, mas no fundo é isso que deseja secretamente: uma surpresa. Não falo de iguarias Kinder, mas de palavras. As palavras certas ditas pela pessoa certa arrebitam um gajo que é gajo melhor que um Guronsan no dia de Ano Novo. Suspeito que um beijo bem dado também pode surtir o mesmo efeito, se bem que trará alguns efeitos secundários e nem todos eles desejáveis, mas quem sou eu se não um borra-botinhas que não percebe nada de nada? Atenção que não estou a pedir nada, meu flamejante séquito de concubinas: só vos estou a alertar para a vossa incompetência.

Não se levante já da cadeira que isto ainda não acabou. Falta o famigerado Revelhão. A enorme festividade que divide o dia mais animado do ano do dia mais deprimente do ano. Não sou só eu que o digo, é um facto comprovado por várias testemunhas. Ora, e onde vou estar nesse dia em particular, onde as decepções do ano transacto desaparecem por artes mágicas apenas para serem substituídas por outras que ainda não se concretizaram? Bem, é uma incógnita. Alguém que tenha o mau hábito de andar sempre liso, como eu, nunca pode pensar com mais de dois dias de antecedência. Portanto, passarei a fronteira 2010/2011 com quem e onde calhar. O ano passará na mesma, a Terra continuará a girar para aquele lado e estarei bebâdo, com quase toda a certeza.

Anúncios

9 pensamentos sobre “Rescaldo de Natal e o Episódio Seguinte

  1. Epá tu nem me fales do natal!! Foi um abuso total, chegaram-me a dizer: “tás em coma total”… Tive pena de não ter tido a oportunidade de ter ido ao spot habitual da noite de natal, a garagem do ambrosio, mas o estado do animal já era critico, já estava à base de garrafinhas de soro…
    Não sei porquê mas este ano, as prendas não passaram por meias nem boxers, mas sim por garrafas de vinho e de bebidas brancas. Será que já me consideram mais adulto pra poder beber como os homens?!

  2. Bem, essa coisa de se receber garrafas do bom etílico sabe muito bem, mas não é um sinal que abone a teu favor. Já a minha família teimou no conhecido pijama e dinheiro avulso, coisas que até dão jeito. Que secas.

  3. Olá Luís,

    sempre peculiar e interessante nas palavras 😉
    Continuo a visitar o teu blog com frequência sabes 😉

    Votos de Bom Ano Novo, onde quer que entres nele! :D:D:D

  4. Olha a Ana! E sabes uma coisa? Eu também visito o teu de vez em quando;)
    O que é mais giro no meio disto é que muito provavelmente vou entrar no novo ano do Senhor na cidade onde costumavas viver (e não sei se ainda vives… em Beja).

    Um Bom Ano Novo, portanto. E um beijo, pois.

  5. Oi!
    Olha por acaso não vou ficar em Beja (e sim continuo a viver por cá :)) já tinha coisas combinadas para ir ao Algrave. Só por isso não fico por cá porque até tava com vontade. Este ano promete com os Virgem Suta na Prraça da República. Só espero é que não chova nem faça muito frio.

    Bom Ano, e beijinhos!!! 🙂

  6. Pelo que ouvi dizer parece que vão ter muita água e frio lá para os lados de Marrocos;) E bem, afinal também não vou a Beja que um elemento do grupo expedicionário adoeceu e não há condições. Lá se vão os Virgem Suta e venha Arraiolos. Enfim…

    Bom Ano e Beijinhos.
    E diverte-te, pois claro.

  7. E porque não tomas as rédeas da tua vidinha e fazes o que te apetece?… Faz uma surpresa. diz as palavras certas, beija na boca… sê feliz por mérito próprio. Toma iniciativas em vez de ficares sentado á espera que algo ou alguém te caia no colo 😉 e esperemos que não seja gorda. lol

  8. Ora muitóbrigado S, um excelente ano para si também. Mas podia largar-me a orelha, por favor? Ou então puxe a outra senão é uma maçada 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s