O Zodíaco e as arrumações estelares

Há dois tipos de pessoas no mundo: as que acreditam – muito ou pouco – nos signos do Zodíaco e aquelas que, por terem um signo merdoso, se recusam a acreditar que o Universo conspire contra si ou a seu favor. Cá por mim, mascid0 sob os auspícios de Marte e do seu representante chifrudo na Terra, Carneiro, tenho algum prazer em pavonear esse facto como se de um cachecol de caxemira se tratasse. Os Balança, Gémeos, Peixes e Aquário olham-me de soslaio, os maricas, mas o que importa a inveja e o desdém quando temos orgulho na data do nosso nascimento?

E agora, subitamente, deixei de ser Carneiro, porque alguém muito mais preocupado com isto do que eu, um senhor astrónomo de nome Parke Kunkle, diz que há mais uma constelação no zodíaco que tem sido constantemente descurada, a constelação Serpentaria, ou Ophiucus. Diz que tem a ver com a oscilação da rotação terrestre provocada pela gravidade da Lua e que, sim senhor, é coisa que pode ser esquecida durante algum tempo, mas passados 3 ou 4 mil anos sobre os primeiros cálculos astrológicos, o erro já é demasiado grande para ser ignorado, como o elefante atrás das cortinas. Assim, segundo o senhor Kunkle, passará a haver 13 signos do zodíaco em vez dos habituais 12 e eu passarei a ser Peixes em vez de Carneiro. Subitamente sinto-me mais sensível, mais calmo, e aquela vontade crescente de destruir coisas é cada vez mais uma sombra longínqua, apetece-me ler poesia barata e livros do Paulo Coelho ao pequeno almoço… Oh, o mundo é tão lindo… Foda-se.

Aposto que esse Kunkle é Virgem e inventou esta coisa toda para ficar Leão. Sabe deus as dificuldades que um astrónomo passa com o belo sexo, e ser Virgem não ajuda absolutamente nada, imagino eu.

Mas a verdade é que a décima terceira constelação existe mesmo. Não existia quando os Babilónios criaram o Zodíaco, mas agora existe, é uma das peculiaridades do Universo, o que querem que vos faça? E aparentemente não é uma novidade para quem estuda mesmo estas merdas a fundo. Não vou entrar em descrições mais pormenorizadas sobre o assunto, pois que não sou nenhuma Maya em potência e não quero cometer qualquer erro correndo o risco de os astros se virarem mesmo e ainda mais contra mim. Mas acontece que qualquer astrólogo com carteira profissional já conta com a constelação ofídica nos seus cálculos há algum tempo e digo-lhe já que aqueles pequenitos parágrafos sobre signos que você lê todos os dias no seu jornal preferido, o Correio da Manhã, pois claro, são simples generalizações sobre o que se passa lá em cima, pouco tendo a ver consigo como pessoa individual. Percebeu? É como a sinopse de um filme na contracapa do DVD ou no site que usa para sacar filmes ilegalmente.

Portanto, resumindo, houve arrumações lá em cima, mas poderá continuar a ler o horóscopo correspondente ao signo que a sua mãezinha lhe providenciou sem quaisquer problemas porque o Universo, com mais ou menos constelações, continuará no seu sítio e nós nele. E eu permanecerei Carneiro convicto, mesmo que saiba nadar como um chicharro e respirar como uma solha.

2 pensamentos sobre “O Zodíaco e as arrumações estelares

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s