Mudando de assunto…

* * *

Mas não tanto. Um acto eleitoral, seja ele presidencial ou dos outros onde votamos directamente nas equipas em disputa, é uma espécie de prolongamento da silly season invernal. Felizmente o Carnaval calha em Março se não só começaríamos a questionar a realidade lá para Maio, depois do borrego pascoal estar bem deglutido. Assim, teremos tempo de raspar algumas remelas dos olhos durante o mês de Fevereiro, o que tendo em conta que falo de portugueses, é francamente um cenário optimista. Em França aumentam-se as propinas em 20 euros e a Citröen esfrega as mãos de contente porque vai ter um parque automóvel para renovar. Aqui, qualquer político no trono sabe que pode fazer o que quiser, até gastar 35 milhões de euros no parque automóvel governamental, que nenhum mal lhe virá por parte da mansa plebe. Mas o que se pode esperar de um país que acabou de eleger um gajo que disse basicamente isto:

Não queremos crises políticas porque seria catastrófico para o país, portanto os responsáveis por esta situação merdosa, entre os quais eu me incluo com distinção, devem continuar a governar como melhor sabem.

Como ouvi dizer Rui Zink, acho estranho que haja gente que pense que não merece os governantes que tem.

* * *

O Sporting Clube de Portugal, nobre instituição com laivos de marialvismo, provou mais uma vez que funciona melhor numa estrutura anárquica do que com presidentes incompetentes. Perdão, disse incompetentes? Deve ter sido um acto falhado. Não consideraria Bettencourt um presidente incompetente, mas também dificilmente o consideraria um presidente. Louvo o seu sportinguismo, mas afinal o que é ele fez de notável? Forçou Paulo Bento a ficar 4 meses contrariado, borrifou-se para a recuperação quase miraculosa que Carvalhal protagonizou, deixou fugir Villas Boas e Moutinho para uma instituição cuja política de aquisições devia ser estudada por todos os clubes com intenções de ganhar alguma coisa e, não satisfeito, ainda foi buscar um Couceiro que ninguém percebeu muito bem para quê. Mas bem, a equipa, apesar dos 16 pontos para o topo da tabela e das 26 bolas no poste, repito, 26 bolas no poste, parece dar um sinalzinho de actividade cerebral. Onde tem andado Zapater e porque só apareceu agora? Pedro Mendes e André Santos são assombrosos; não se lesionem, por favor. Salomão mesmo coxo e deprimido é melhor que Yannick com três pernas. Rui Patrício é o próximo grande guarda-redes, está confirmado, e não quero o Ricardo de volta a Alvalade.

Ainda em relação ao Sporting há a dizer que a sua filial de Manchester é uma equipa espectacular. Grande Anderson, grande Nani e enorme Giggs que com 63 anos continua a ser titularíssimo dos Red Devils. Isolados no primeiro lugar, a cinco pontos do Arsenal, 14 vitórias, 8 empates e uma derrota em 23 jogos. Não é brilhante, mas a liga inglesa não é para meninos e parece-me que está tudo bem encaminhado para Sir Alex Fergusson levantar aquele troféu outra vez.

* * *

Viu aquela menina ali em cima? Sabe quem é? Então clique aqui. E agora, já sabe? Como cresce a miudagem hoje em dia.

2 pensamentos sobre “Mudando de assunto…

  1. gosto de o ler quando fala do nosso sporting, e a dakota já está crescida faz tempo…já viu o ultimo dela, tipo rock ´n roll?
    cheers

  2. O último filme que vi com ela foi um daquela saga dos vampiros emo e nem reparei que lá estava. Depois vi-a no programa do Jimmy Fallon e pensei “ai credo!”.
    Saudações leonideas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s