Do Roquenrole como Antidepressivo

Trouxe-o da Fnac na última visita à nobre instituição, juntamente com um besteofe de uma banda nova engraçadíssima chamada Guns N’ Roses (uma terrível falha na prateleira assim colmatada) e um Live de outra banda sopimpa que se dá pelo nome de AC/DC (neste momento em paragens desconhecidas; raismaparta mais a minha memória de peixe dourado).

Isto tudo para dizer que o primeiro dos Kings of Leon é uma valente malha; daquelas que nos faz bater os pés e abanar a cabeça involuntariamente. Como estou a conhecer (só) agora os ditos cabrõezitos, é justo dizer que me deixaram com fé na saúde do roquenrole (fode-te, Manson!). Pode ser que me engane, mas este Youth and Young Manhood já ninguém mo tira.

É clicar na fronha dos guedelhudos para verem se tenho ou não razão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s