Dear Moody’s…

Depois de muitos anos a pisar todas as bostas que havia para pisar lá se carregou no enorme botão vermelho com a sigla FMI. Engoliu-se em seco e vestiram-se as joelheiras e o babete que o rodízio de broches iria começar a qualquer momento. A causa era boa: com as devidas pilas chupadas os juros da dívida portuguesa haveriam de baixar, pois que pila bem mamada é pila saciada e assim sempre se poupa o rabinho e alguma dignidade. Todavia não ficaram satisfeitas, as putas, e continuaram retesadas; e os broches lá continuaram a ser feitos diligentemente. Por um momento os brochistas acharam que tinham acalmado as bestas; eis senão quando surgem outra vez saídas das trevas, autênticos Colossos de Sodoma, mil pénis em fúria clamado pela enrabadela seguindo o troar rítmico de tambores distantes. E agora, brochistas? Vão alçar o rabiosque ou vão chorar pelos manos mais velhos? E vocês, manos mais velhos, virão ajudar e cortar de vez essas insaciáveis pilas antes que esta merda vá toda pelo cano, ou afinal – e como eu suspeito – vão deixar mesmo esta merda ir toda pelo cano porque grande parte dessas pilas são as vossas?

Espero que tenha percebido a alegoria, mas a dar-se o caso de ser meio lerdinho e achar que isto é o blog do Pipi vou dar-lhe umas dicas: os brochistas são os portugueses, as pilas tesas são as agências financeiras que nos mantêm debaixo da mão, como o cruel miúdo que se diverte a brincar com uma mosca depois de lhe arrancar as asas.

Por quanto tempo mais vão a Moody’s e companhia ditar os destinos de países inteiros?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s